O extraordinário “Templo dos Ratos” de Deshnok, Índia

Você sabia que tem um “Templo dos Ratos” na Índia?  Sim, eu já fui – e tenho informações, fotos, e dicas para quem tiver coragem para visitar este fascinante templo indiano!

O chamado “Templo dos Ratos” é o Karni Mata Temple – um templo hindu localizado no pequeno vilarejo de Deshnok (ou Deshnoke), perto da cidade de Bikaner, no estado indiano de Rajasthan.   Tem, supostamente, mais de 20 mil ratos nas dependências do templo e eles são considerados sagrados pelos fiéis.  Entre os milhares e milhares de templos da Índia, este é o único em que ratos são adorados – mas por que?

A história do Templo dos Ratos

Antes de falar de por que existe um “templo dos ratos” neste vilarejo, é muito importante entender que o hinduísmo não compõe uma única crença como o catolicismo, por exemplo – quer dizer, não existe nenhuma Bíblia hindu, nenhum Papa hindu, nenhum Vaticano hindu, nada disso.  O hinduísmo é uma religião muito diversa com muitos deuses e deusas, todos com diversas encarnações distintas.  E diferentes deuses e deusas são mais populares em diferentes regiões, ou em diferentes comunidades, dentro da sociedade indiana.  O hinduísmo é uma religião muito individual, em que cada pessoa escolhe os deuses (e as práticas) com quais se identifica.  (Para um resumo mais detalhado do hinduísmo, confira nossa página sobre o assunto.)

Então, Karni Mata foi uma mulher do século 15 que é venerada como uma deusa por alguns hindus, particularmente em certas partes do estado de Rajasthan – inclusive na região da cidade de Bikaner.  Ela é considerada uma encarnação da famosa deusa Durga, e existem vários templos hindus no estado de Rajasthan que são dedicados a ela.

Mas quando aparece um rato em algum dos outros templos de Karni Mata, não é por ser um animal sagrado na Índia (como a vaca).  É neste templo de Karni Mata que está localizado no pequeno vilarejo de Deshnok!  Então, o que aconteceu neste lugar?  Tem duas lendas populares.

templ dos ratosSegundo uma lenda, um exército de 20,000 soldados desertou uma batalha na região, fugindo para Deshnok.  A deserção foi punível com a pena de morte.  Karni Mara decidiu poupar as vidas dos soldados – mas só transformando eles em ratos.  E ela ofereceu este templo a eles como refúgio – e até hoje eles atendem a Karni Mata para mostrar sua gratidão.

Segundo a outra lenda, Karni Mata pediu ao deus da morte, Yama, para ressuscitar o filho (ou enteado) dela, Laxman, que tinha se afogado em um tanque.  Yama inicialmente recusou o pedido.  Depois, ele cedeu – mas decretou que todos os membros da família de Karni Mata seriam reincarnados como kabas (ratos), e que esses seriam depois reincarnados de novo como membros da família dela.

Sejam ex-soldados ou as descendentes de Karni Mata – os ratos são considerados sagrados pelos devotos de Karni Mata até hoje.

Como é visitar o Templo dos Ratos?

Tem ratos em todo canto!  (Supostamente mais de 20 mil!)

Como em qualquer templo hindu, é obrigatório tirar os sapatos antes de entrar.  Então, todo mundo está descalço no meio dos ratos!

Este templo é popular – Karni Mata tem um bom número de devotos na região.  Tinha talvez umas 70-80 indianos nas dependências do templo quando eu entrei, e muitas outros nos arredores.  (Alguns turistas estrangeiros também visitam este templo, mas eu não vi nenhum quando eu visitei.)  Depois de entrar nas dependências do templo, tinha uma fila para entrar no santuário interno para venerar o ídolo da Karni Mata.

templo dos ratos

Os devotos deixam muita comida como oferenda aos ratos.

templo dos ratosEntão, tem um monte de comida em todo canto, e os ratos gravitam em torno dessa comida.  Você pode estar pensando que um templo cheio de ratos só ia estar cheio de cocô de ratos também, mas não estava – o que tinha mais no chão era migalhas e pedaços de comida.templo dos ratos

Os fieis acreditam que é muito auspicioso se um rato passar em cima dos seus pés.  Isso não aconteceu comigo – mas quase aconteceu!  Quem já visitou a Índia sabe que, quando fazem fila, os indianos sempre ficam um quase em cima do outro – e aqui não é diferente.  A fila “apertou” ainda mais quando estávamos chegando mais perto ao ídolo e todo mundo ficou empolgado para venerá-la, aí tinha menos espaço para os ratos “cruzarem o caminho” de um lado do santuário para o outro.  Então alguns ratos quase passaram em cima do meu pé na entrada do santuário, mas “infelizmente” eu não tive essa experiência auspiciosa!

Também é considerado auspicioso ver um rato branco – tem alguns poucos no templo, e eles aparecem de vez em quando.  Infelizmente, eu também não tive essa outra experiência auspiciosa, pois todos os ratos brancos ficaram nos esconderijos deles durante a minha visita!

templo dos ratos

templo dos ratostemplo dos ratos

templo dos ratos

Este casal ficou lá na entrada do “templo dos ratos” por ao menos 10 minutos, tentando tirar uma perfeita foto romântica!  (Eu queria uma foto melhor da entrada, mas acabei desistindo…)

Dicas para uma visita ao Templo dos Ratos

Visitar o templo dos ratos não é para todos, claro!  Mas também não sou o único estrangeiro que já visitou.  É um lugar único – não tem nada parecido entre os templos da Índia, nem em nenhum outro país do mundo.  Então se você for fazer uma viagem na Índia e quiser conhecer este templo, aqui estão umas dicas.

Deshnok é um pequeno vilarejo no meio do nada, no deserto de Rajasthan, uns 30km da cidade de Bikaner.  Não tem mas nada para fazer em Deshnok, e eu acho que nem tem hospedagem lá – todo mundo se hospeda em Bikaner e pega um trem ou ônibus de lá para Deshnok.

Bikaner tem umas atrações interessantes.  Na sua cidade antiga, se pode encontrar vários havelis (casas tradicionais) muito lindos.  Como muitas outras cidades de Rajasthan, Bikaner também tem uma antiga fortaleza.  E perto da cidade, tem o “National Research Centre on Camel”, um centro de pesquisas sobre camelos, onde eu provei leite de camelo (e sorvete de leite de camelo!), vi camelos recem-nascidos, etc.

Bikaner também tem diversas opções de hospedagem de boa qualidade – algumas dessas em antigas casas tradicionais.  Nós ficamos nesta pousada legal; tem mais opções aqui.

De Bikaner, tem alguns trens e muitos ônibus para Deshnok.  (Aqui é o horário dos trens; os ônibus viajam o dia todo.) Eu fui de trem e voltei de ônibus; custou umas 20 rúpias (~1 real) em cada direção.  Quem tiver o orçamento mais flexível pode até ir de táxi ou riquixá – mas negocie bem o preço!

**********

Bom, é isso – o extraordinário Templo dos Ratos!  Você tem coragem de visitar também? 🙂

Sobre

Nasci nos Estados Unidos e vivi na Índia intermitentemente entre 2006 e 2014, em cidades como Ahmedabad e Mumbai. Atualmente moro em Minas Gerais. Já viajei em mais de 70 países, mas a Índia sempre vai ser muito especial para mim!

Marcado com: , , ,
Um comentário sobre “O extraordinário “Templo dos Ratos” de Deshnok, Índia
  1. Edivane da Silva Maranhão disse:

    Interessante! Próxima vez que for ao Rajasthan, vou lembrar de Deshnok. Gratidão pelas dicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.